quarta-feira, 11 de maio de 2016

Vamos dar uma de Economistas

Com relação à economia do jogo, o importante é tentar manter um "equilíbrio". Esse equilíbrio é PRINCIPALMENTE em relação ao "gold" (gp) que estará em circulação.

Isso porque, com relação às CRIPTOMOEDAS, a melhor atitude que podemos ter, como administradores do ambiente de jogo, é não intervir, deixando que os usuários tragam para dentro do jogo o que entenderem conveniente, sejam DASH, bitcoins ou iotas. Vou tratar das criptomoedas ao final deste post.

A premissa básica que adoto é o fato que um jogo desequilibrado economicamente, se torna um jogo ruim, chato demais (dinheiro fácil), ou difícil demais (falta de dinheiro), ou seja, desinteressante, desestimulante.

Especificamente com relação aos GPs, não temos muito como controlar a "emissão da moeda", pois ela basicamente "dropa" nos spawns, então, quanto mais players, mais gps vão entrar em circulação (essa é a chamada inflação): muito dinheiro circulando faz com que o dinheiro perca valor.

(No mundo real,) quando dinheiro perde valor é natural que o preço das coisas aumente, já que as coisas compradas com dinheiro são bens limitados (escassos), enquanto o dinheiro inflacionado é "ilimitado".

Mas dentro do jogo, nós não vamos querer ficar com a preocupação de aumentar o preço dos itens que os npcs oferecem à venda só porque os botters estão inundando o jogo com gold, e desequilibrando a economia.

E para não termos essa preocupação, eu pensei numa solução, que é a de limitar os itens que podem ser comprados "com gold" através de npcs no jogo: ou seja, apenas os itens mais básicos, necessários ao mínimo de existência do pleyer (pleyer com "e", pra ser pejorativo mesmo rsrs) no jogo, que vai poder caçar nas caves com spawns mais simples, ou comuns.

(obs. como forma de equilibrar a economia, os npc podem comprar itens raros dropados nos spawns, mas pagando em gp, e num valor relativamente baixo. isso vai estimular que se desenvolva um mercado entre os players)

Por outro lado, os players (agora sim players com "A" maiúsculo, os pika da galáxia, ou seja, os que tem interesse em avançar melhor no jogo, e a ter acesso às caves mais elaboradas, com spawns mais raros) terão a opção de comprar (apenas com criptomoedas) os equipamentos, itens, armas, etc, mais avançados e poderosos.

Assim, mesmo que os bots infestem o jogo, eles não poderão causar muito dano à economia, já que a avalanche de gps que vão despejar no jogo não é tão importante quanto a economia principal, baseada nas moedas criptográficas.

E, quanto às criptomoedas, entendo que nossa postura precisa sempre ser totalmente Libertária, ou seja, não devemos limitar ou controlar o fluxo financeiro, a entrada ou saída de criptomoedas, e nem as trocas comerciais realizadas pelos players, pois essa liberdade financeira vai incentivar muito a economia interna do jogo, fazendo com que o jogo se torne cada vez mais atraente e interessante.

E entendo, inclusive, que não devemos impedir que players vendam itens do jogo, competindo com os npcs, ou com nossa "lojinha".

Precisamos integrar as criptomoedas no client (aplicativo de acesso ao jogo), de modo que o jogador possa ter sua própia carteira e endereços do jogo, possa receber e fazer pagamentos em criptomoedas dentro do jogo, possa comprar ou vender itens em negociações, tanto entre players quanto entre player-npc.

A saída, para monetizarmos essa circulação de dinheiro em nosso favor, é oferecer aos usuários a possibilidade de usar o serviço de escrow (garantia da negociação) que o sistema do jogo deve disponibilizar.

Ou seja, explicando:
  • Um player quer comprar uma armadura que um outro player está vendendo;
  • O player vendedor está cobrando 1,5 DASH pela armadura;
  • O player comprador tem saldo de 1,5 DASH em sua wallet;
  • O vendedor clica no item à venda e seleciona a opção "Trade with...", e clica no comprador;
  • O comprador seleciona 1,5 DASH em sua wallet integrada ao client, clica em "Trade with...", e clica no vendedor;
  • O client abre em ambas interfaces (do vendedor e do comprador) aquela janelinha mostrando o que as partes estão oferecendo no trade, e informa que (por exemplo, se adotarmos a comissão de 0,1%) o haverá uma taxa de escrow no valor de 0,0015 DASH pela transação, que será paga pelo vendedor (o comprador terá que pagar a miner fee da transação DASH normalmente - no caso na IOTA, o comprador não pagaria taxa extra, pois a iota não cobra transaction fee);
  • Se ambos players estão de acordo com o trade, clicam em OK, o comprador recebe o item, o vendedor recebe a transferência de dinheiro em sua wallet (nesse caso, 1,4985 DASH), o jogo recebe sua comissão (e todos ficam felizes!)
Acho importante (e mais seguro) que não caiamos na tentação de criar uma moedinha fiduciária que represente DASH ou IOTA ou BTC:

Ou conseguimos um sistema trustless, que integra as wallets ao jogo, e as transações são feitas diretamente na respectiva blockchain, ou então é melhor nem usarmos criptomoedas, pois o risco de dar merda é muito grande (sermos hackeados, roubados, etc)... mesmo porque, o usuário médio de criptomoedas vai ter dificuldades em confiar num sistema que usa "btc fiduciária, dash fiduciária, iota fiduciária".

Quanto à integração das criptomoedas, a solução não é difícil: basta integrar as wallet electrum btc e dash, além da wallet iota (que ainda está em desenvolvimento).

O importante é que o jogador terá pleno controle de sua wallet, somente ele conhece suas chaves privadas que, no caso das electrum, e da iota, é uma frase secreta (seed) e os endereços são criados deterministicamente.

O jogo NUNCA conhece as chaves privadas dos usuários, o que nos dá a tranquilidade de que mesmo se eventualmente formos hackeados, o dinheiro dos jogadores nunca estará exposto ao risco.

O único risco é o computador do jogador estar infectado (virus, trojan, etc). Mas nesse caso, apenas o jogador "negligente" corre o risco de ser roubado pelo hacker responsável pela infecção. E o jogo nunca poderá ser responsabilizado por algo que era da responsabilidade do próprio usuário (e.g. cuidado em se proteger contra malwares).

O que sempre deveremos fazer é alertar os usuários que criptomoedas são dinhero de verdade, e que devem ser utilizadas com cuidados e de forma responsável (o que qualquer usuário médio de criptomoedas já está cansado de saber).

Aliás, qualquer usuário comum da Internet sabe que trojans existem, e que "aquele programinha maneraço que encontrou num forum" (por exemplo, um bot muito fodástico) pode na verdade ser um cavalo de tróia ;)

sexta-feira, 29 de abril de 2016

welcome


Welcome to the world of raganius! A massively multiplayer online role-playing game (MMORPG), based on the Open Tibia Forgotten Server project, under development with the objective of being a cryptocurrency-friendly game environment.

Cryptocurrencies

Our system will support Bitcoin, DASH and IOTA. For more information on these currencies, please visit:
Our main objective is to accept IOTA cryptocurrency inside the gameplay, as well as to accept it in our markets, together with DASH and Bitcoin. 

But, this is our first day developing it!

So our progresses will be reported here as we go. Meanwhile, for more information, please contact us at   

Thank you!


Ads by a-ads.com