a história de raganius

 Existe uma lenda, contada desde os tempos dos tataravós, que raganius era uma região muito rica entre as montanhas. Várias foram as cidades que cresceram, desenvolveram-se com grande prosperidade e fortes relações comerciais. Largas estradas ligavam as rotas mercantis, garantindo a paz entre esses povos.

No centro do mundo encontrava-se a mítica cidade de Ragânia, considerada a capital mais importante, simbolizada pela riqueza do castelo de raganius. Ragânia era o local de descanso dos mercadores onde os negócios entre as cidades eram fechados, e grandes acordos garantiram a paz e a prosperidade geral.

Acontece que raganius situa-se em uma região vulcânica, que após séculos de inatividade, fortes terremotos causaram uma catástrofe, fazendo com que as atividades vulcânicas voltassem com grande intensidade, destruindo tudo, isolando os povos, e libertando do inferno vários monstros que ameaçam as vidas das pessoas.

Hoje não se sabe se essa lenda não passa de fantasia daqueles povos antigos, mas vários são os relatos de imensos seres poderosos e malignos, testemunhados pelos aventureiros que se arriscaram explorar os locais mais isolados, as cavernas mais profundas e as montanhas mais íngremes.

Mas muitos são esses aventureiros que se atrevem ir cada vez mais longe, para entar encontrar as riquezas perdidas de Ragânia.